quinta-feira, 29 de maio de 2014

Quem foi a mulher de Caim?

Se Deus criou Adão e Eva e eles tiveram dois filhos, Caim e Abel e um matou o outro, como é possível que após Caim assassinar seu irmão, e ser exilado, lá no exílio ele ter conhecido sua mulher?

Essa é uma pergunta que ouço muito, até nos círculos acadêmicos. Muitas pessoas já fizeram essa indagação sem terem uma resposta satisfatória. O Pastor Lucinho Barreto, do Ministério Diante do Trono, durante seu programa "nunca é tarde", foi indagado sobre as mulheres de Abel e Caim e disse que, na sua opinião Deus havia feito mulheres para eles, assim como fez Eva para Adão. Mas será que essa resposta se sustenta diante das evidências Bíblicas? Essas mulheres feitas por Deus herdaram ou não o pecado original?

Por mais que essa pareça uma questão difícil, ela se resolve facilmente com um pouco de leitura Bíblica. Primeiramente: A pergunta já está equivocada. A Bíblia em momento nenhum diz que Adão e Eva só tiveram dois filhos. A narrativa de Gênesis foca nos dois pelo fato de ter sido o primeiro homicídio na história humana.

Segundo: a Palavra de Deus nos diz em Gn.5.4: "E foram os dias de Adão, depois que gerou a Sete, oitocentos anos, e gerou filhos e filhas." Adão e Eva tiveram outros filhos e quando houve o assassinato, Abel e Caim não eram crianças, mas talvez homens já até casados ou vivendo com suas companheiras. 
Mas o texto nos diz que ele conheceu sua esposa na terra de Node, como ela foi para lá? 
Assim diz o texto: 

"E conheceu Caim a sua mulher, e ela concebeu, e deu à luz a Enoque; e ele edificou uma cidade, e chamou o nome da cidade conforme o nome de seu filho Enoque;" (Gênesis 4:17)

Aqui "conheceu" está no sentido de "ter relações sexuais" e não que ele encontrou com sua esposa em Node. O mais correto de se pensar é que ela foi junto com ele para o exílio e lá tiveram um filho (além de outros) chamado Enoque. A ênfase do texto agora recai sobre Enoque, devido sua importância na narrativa.

Incesto?

Nesse período, devido a grande necessidade de se povoar a terra, ainda não havia uma proibição da relação entre irmãos, lei essa dada à Moisés por Deus durante a peregrinação. Nessa época as relações se estabeleceram entre irmãos, depois entre primos, tios e assim sucessivamente. Parece não ter existido uma palavra definida a respeito do caráter incestuoso do casamento entre irmãos senão na época de Abraão, que enfatizou perante os egípcios ser Sara sua irmã (Gn 20.12), dando a entender assim que ela não poderia ser sua esposa (Gn 12.13), pois Abraão era meio irmão de Sara. No Livro de Levítico, nos capítulos 18.9; 20.17 é que vamos ver a proibição dessa relação.

Amém!

Prof. Saulo Nogueira
Segue o Link do Vídeo do Pastor Lucinho: